‘A gente não estava nem filmando essas pessoas’, diz repórter agredida em praia de Florianópolis

0
15

Os dois profissionais da NSC TV agredidos enquanto faziam uma reportagem na praia do Campeche, em Florianópolis, prestaram depoimentos à polícia na terça-feira (3). Durante entrevista no programa Encontro com Fátima Bernardes, nesta quarta (4), a jornalista Bárbara Barbosa relatou como a equipe foi abordada de forma agressiva por um grupo de pessoas que estavam na praia.

“A gente não estava nem filmando essas pessoas, tem imagem da nossa câmera, da gente posicionado para a praia. A gente não estava filmando ninguém específico”, afirmou.

Vídeo mostra agressão a equipe da NSC TV durante reportagem em Florianópolis

Vídeo mostra agressão a equipe da NSC TV durante reportagem em Florianópolis

A Polícia investiga o caso que ocorreu na segunda-feira (2) e identificou duas pessoas envolvidas na confusão.

No programa, Bárbara relembrou o momento em que foi impedida de fazer o trabalho de jornalista. Ela e o cinegrafista Renato Soder faziam uma reportagem sobre fiscalização nas praias e o cumprimento das medidas de prevenção ao coronavírus estipuladas no decreto municipal. Entre as regras está a proibição da permanência nas praias da Capital.

Dpcami abre inquérito para apurar agressão contra equipe da NSC TV

Dpcami abre inquérito para apurar agressão contra equipe da NSC TV

O celular da profissional chegou a ser retirado da mão dela durante a discussão na segunda-feira (2), feriado de Finados. Ela foi puxada por algumas pessoas e os pulsos foram segurados por um homem que estava no local. As marcas da violência ficaram nos braços de Bárbara.

“É uma sensação de desamparo, impotência e fraqueza, sabe. Eu não sei, mas primeiro que eu achei que eu não ia recuperar o celular, que iam destruir o celular e minha preocupação era essa”, disse a jornalista.

 

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui