Chegada à Região dos Lagos tem engarrafamento quilométrico no segundo dia de ‘superferiado’ no RJ

0
41

O segundo dia de “superferiado” antecipado no Rio de Janeiro tem mais um dia de trânsito congestionado na chegada à Região dos Lagos. Na manhã deste sábado (27), uma fila quilométrica se formava na RJ-106, a Rodovia Amaral Peixoto, na altura de São Pedro da Aldeia.

Situação semelhante à registrada nesta sexta-feira (26).

Barreiras foram montadas em diferentes acessos nas cidades de Saquarema, Araruama, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio. Também tem barreira montada no distrito de Barra de São João, em Casimiro de Abreu, no limite com Cabo Frio.

Em todas as cidades, o acesso às praias está proibido. Na Praia do Forte, em Cabo Frio, foram instaladas barras de contenção na orla.

O engarrafamento na chegada à São Pedro da Aldeia é formado logo após a saída da RJ-124, a Via Lagos, onde foi montada uma barreira sanitária. Este ponto é o encontro da Via Lagos com a RJ-106. Por isso, motoristas que chegam da capital e motoristas que vêm do sentido Iguaba Grande ficam retidos na fiscalização.

O trânsito no sentido de saída de São Pedro da Aldeia segue livre.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informou que, neste sábado (27), o tempo de espera no congestionamento causado pela barreira de fiscalização montada na RJ-106 diminuiu. Os motoristas têm aguardado, em média, de 50 a 60 minutos. Na sexta, primeiro dia da ação, o tempo de espera poderia chegar a 3 horas.

A estimativa é que, somando o congestionamento formado na Via Lagos (RJ-124) – que tem pista dupla – com a fila de carros que se estendeu pelo bairro Praia Linda, o engarrafamento tenha chegado a mais de 10 quilômetros nos horários de pico.

Trânsito em São Pedro da Aldeia no sentido Rio de Janeiro segue livre — Foto: Isadora Aires/Inter TV

Trânsito em São Pedro da Aldeia no sentido Rio de Janeiro segue livre — Foto: Isadora Aires/Inter TV

Segundo agentes da barreira, cerca de 90% das pessoas que passaram pela fiscalização apresentaram comprovante de residência ou estadia e foram autorizadas a entrar.

A CCR ViaLagos informou que não foi montando um esquema especial para este período devido à natureza do feriado, que não é para as pessoas viajarem. A empresa ressaltou que continua operando normalmente 24 horas, com a rotina de prestação de serviços essenciais como atendimento médico e mecânico, para oferecer suporte a todos que precisam se deslocar e não podem parar.

Ao longo da Via Lagos, foram instalados avisos nos painéis luminosos informando sobre as praias e lagoas fechadas, além de alertas sobre barreiras sanitárias.

Movimento na RJ-124, a ViaLagos, é tranquilo; painéis luminosos avisam sobre praias fechadas — Foto: CCR ViaLagos

Movimento na RJ-124, a ViaLagos, é tranquilo; painéis luminosos avisam sobre praias fechadas — Foto: CCR ViaLagos

Em Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios, só poderão entrar quem tiver comprovante de residência ou vínculo de trabalho. Em Búzios, os hóspedes que já tiverem reservas deverão apresentar um comprovante da reserva para passar pela barreira.

Já em Arraial do Cabo, a entrada está proibida até para quem já tinha hospedagem agendada.

Em cada barreira montada, há agentes das duas cidades que fazem limite naquela localidade, além do apoio de policiais do BPRv.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui