Guarujá volta a permitir uso de cadeiras e guarda-sóis nas praias a partir desta sexta-feira

0
49

O uso de cadeiras e guarda-sóis nas praias de Guarujá, no litoral de São Paulo, será permitido com restrições a partir desta sexta-feira (18). De acordo com a prefeitura, os objetos poderão ser disponibilizados por ambulantes, quiosques, hotéis, pousadas, condomínios e similares, mas com regras específicas.

Um decreto municipal, publicado no Diário Oficial desta sexta-feria, regulamenta a mudança. Pelo decreto, cada ambulante ou quiosque poderá disponibilizar, no máximo, dez guarda-sóis, com duas cadeiras cada. Para hotéis, pousadas e condomínios, a regra tem uma diferença: a disponibilização está restrita a um guarda-sol e duas cadeiras para cada quarto/unidade habitacional.

O intuito, segundo a administração municipal, é evitar aglomerações durante a permanência dos banhistas na faixa de areia. Também está proibida a chamada ‘reserva de espaço’, que é quando o comerciante, hotel ou morador monta previamente os objetos antes mesmo de haver clientes dispostos a utilizá-los.

Fase amarela

 

O comitê municipal de enfrentamento ao coronavírus adotou a medida com base na taxa de ocupação dos leitos públicos exclusivos para o tratamento de pacientes com a Covid-19, que têm se mantido abaixo de 50% nos últimos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pela Secretaria de Saúde (Sesau).

Guarujá foi incluída em uma lista do Governo do Estado de cidades que apresentavam índices preocupantes em relação à taxa de ocupação de leitos exclusivos para pacientes com Covid-19. Com isso, o município publicou um novo decreto que instituía restrições específicas na cidade, além das obrigatórias do Plano São Paulo. Entre elas, estava a proibição de utilização de cadeiras e guarda-sóis na faixa de areia.

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui