Liberação das praias vai depender dos banhistas, diz prefeito

0
9

Município vai observar o comportamento da população nesse fim de semana

 

O sol está de rachar nos últimos dias em Salvador e convidando para uma praia, mas é preciso ter cautela. Nesta sexta-feira (2), a prefeitura informou que vai observar o comportamento da população neste fim de semana para decidir quais medidas tomar em relação às praias. Elas estão fechadas para banho aos sábados e domingos, mas, na última semana, as aglomerações foram tantas que resultaram na interdição de quatro delas.

Nesta sexta-feira, durante a entrega de uma estação de esportes no bairro de São Marcos, o prefeito ACM Neto atualizou os dados sobre a ocupação de leitos de UTI em Salvador. A taxa está em 41%, e de leitos clínicos para pacientes com covid-19 está em 47%. Já a taxa de transmissão da doença está abaixo de 1%.

“Com essa perspectiva do controle da pandemia, a gente começa a enxergar no horizonte a possibilidade de continuar flexibilizando as praias. A decisão de fechar as quatro praias onde no final de semana passado houve um grande desrespeito aos protocolos municipais foi uma decisão absolutamente acertada. Vamos acompanhar mais esse fim de semana e a depender de como as coisas evoluam a gente começa a ter essa perspectiva de flexibilizar mais o uso desses espaços”, disse.

As praias de Salvador passaram seis meses interditadas por conta da pandemia, mas tiveram o uso liberado parcialmente na semana passada. Desde março, o acesso a esses locais estava proibido, apesar do desrespeito de alguns banhistas, e a Guarda Civil Municipal estava fazendo a fiscalização.

Soteropolitanos reclamam de nova interdição nas praias: 'Um exagero'

Aglomerações resultaram na interdição de quatro praias (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

Regras
No dia 18 de setembro, o prefeito anunciou a reabertura desses espaços a partir do dia 21, uma segunda-feira, mas com algumas ressalvas. As praias do Porto da Barra, Buracão e Paciência permanecem fechadas porque têm uma faixa de areia muito estreita o que provoca aglomerações.

Já São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Amaralina e Itapuã podem funcionar apenas de terça à sexta-feira. A prefeitura excluiu a segunda-feira desses cinco espaços porque esse dia tem movimento grande de banhistas nesses locais. As demais praias podem funcionar de segunda à sexta-feira, e não há limite de horário em nenhum dos casos.

Piatã teve fluxo grande de banhistas antes da interdição (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

Todas as praias de Salvador estão proibidas de receberem público aos fins de semana, mas no primeiro sábado e domingo após a reabertura houve aglomerações em alguns desses espaços. O resultado foi a interdição por sete dias de Boa Viagem, Cantagolo, Amaralina, e Piatã.

O protocolo determina distanciamento de 1,5 metro entre os banhistas, uso de máscara sempre que estiver fora do mar, proíbe o comércio de alimentos na praia, não permite uso de cooler ou caixa de isopor com comidas e bebidas, nem o uso de cadeiras e sombreiros, e limita as atividades esportivas para apenas duas pessoas.

 

 

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui