Pernambuco sem praias e parques no fim de semana para conter avanço do coronavírus

0
102

Medida é válida por três dias, a contar deste sábado (4)

Para tentar conter o avanço do novo coronavírus, o Governo de Pernambuco decretou, nesta sexta-feira (3), que praias e parques do Estado fossem fechados. A medida é válida por três dias, a partir deste sábado (4). Ou seja, os locais ficarão fechados sábado (4), domingo (5) e segunda (6). Com relação às praias, a caminhada ou corrida no calçadão está permitida, com os devidos cuidados de distanciamento e prevenção.

Segundo a Prefeitura do Recife, ao todo, 11 parques municipais da capital ficarão com as portas fechadas de sábado (4) a segunda (6), como forma reforçar o isolamento durante o final de semana. Para impedir que a população burle a norma, a Guarda Municipal e o Controle Urbano farão a fiscalização do comércio nesses espaços.

Veja a lista dos parques fechados temporariamente

  1. 13 de Maio,
  2. da Jaqueira,
  3. Santana
  4. Arnaldo Assunção
  5. Robert Kennedy
  6. Apipucos
  7. Caiara
  8. Arraia do Forte Novo do Bom Jesus
  9. Dona Lindu
  10. Macaxeira
  11. Sítio Trindade

Estacionamento da Orla de Boa Viagem será fechado

Como forma de não incentivar a permanência das pessoas na praia por um longo período de tempo, formando aglomerações, a Prefeitura do Recife também irá fechar as vagas de estacionamento localizadas no calçadão de Boa Viagem. A Prefeitura do Recife lembra que o comércio em toda a orla está fechado. Ao todo, 543 vagas disponíveis na orla serão fechadas. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano irá sinalizar as vagas fechadas e fará a fiscalização.

A Guarda Civil Municipal e a Diretoria Executiva de Controle Urbano farão uma ação de orientação e fiscalização na Orla de Boa Viagem em conjunto com a Polícia Militar. O objetivo é evitar a presença do comércio na praia e orientar os banhistas sobre as restrições do decreto municipal.

Isolamento desde o dia 19 de março

Desde do dia 19 de março, as atividades de shoppings, restaurantes, bares e o comércio de praia foram suspensas no Estado. Até então, os parques e as praias continuavam abertos para prática de atividades físicas. Mas com a circulação frequente da população nesses locais, o governador, Paulo Câmara, decidiu suspender o funcionamento dessas áreas públicas.

No decreto, o governador Paulo Câmara ainda manteve o fechamento do comércio, serviços públicos e demais atividades que não são consideradas essenciais até 17 de abril. Já as escolas (públicas e privadas) devem permanecer fechadas até pelo menos o dia 30 deste mês. Os prazos podem ser prorrogados.

O governo também ordenou a regulamentação do atendimento nos bancos. As instituições financeiras precisão apresentar medidas para preservar a saúde dos clientes que precisam ficar em filas nas agências.

Confira a nota do governo de Pernambuco

O governador Paulo Câmara assinou, nesta sexta-feira (03.04), decreto que determina o fechamento de praias e parques do Estado deste sábado (04.04) até a segunda-feira (06.04). Além disso, o governador manteve o fechamento do comércio, serviços públicos e demais atividades não classificadas como essenciais até o dia 17 de abril. Já as escolas das redes pública e privada devem permanecer fechadas pelo menos até o dia 30 deste mês. Os prazos podem ser prorrogados a depender da disseminação da epidemia do novo coronavírus.

“É extremamente importante que nos próximos 15 dias as pessoas mantenham o isolamento social. Nesta sexta-feira, registramos um aumento significativo do número de contaminações pela Covid-19. A tendência é que esses números continuem crescendo. Só vamos conseguir reduzir essa escalada, com a conscientização de todos de que é preciso ficar em casa”, afirmou o governador.

O número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus em Pernambuco saltou de 106 para 136 casos nesta sexta-feira. “Tudo o que fizermos nesse fim de semana e nos próximos dias vai ser determinante para o momento do pico do número de doentes e de mortos que deve ocorrer na segunda quinzena de abril”, avaliou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O decreto do governador disciplina ainda o atendimento nos bancos. As instituições financeiras precisarão apresentar medidas para preservar a saúde dos clientes que precisarem esperar em filas para acessar as agências.

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui