Praias de Fortaleza registram aglomerações e desrespeito ao uso de máscaras neste domingo

0
58

Aglomerações seguem acontecendo nas praias e barracas de Fortaleza, já com autorização para funcionar desde o dia 13 de julho. Neste domingo (2), a reportagem encontrou muitos estabelecimentos da orla lotados, com os banhistas sem máscaras, equipamento de uso obrigatório.

O Ceará chegou a 7.710 mortes em decorrência da Covid-19, com 176.773 casos confirmados, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizada às 17h40 deste domingo (2).

Além dos frequentadores das barracas, ambulantes vendiam suas mercadorias na Praia do Futuro. A venda é permitida, conforme decreto do Governo do Estado de sábado (1º), mas é obrigatório o uso de máscara e a circulação deve ocorrer respeitando o distanciamento físico.

Na Praia do Futuro, as barracas receberam banhistas, mesmo sem o uso de máscara — Foto: Natinho Rodrigues/SVM

Na Praia do Futuro, as barracas receberam banhistas, mesmo sem o uso de máscara — Foto: Natinho Rodrigues/SVM

Fortaleza está na Fase 4 do plano de retomadas econômicas, com isso, barracas de praias têm autorização para funcionar de 9h às 23h, de acordo com a determinação do decreto estadual. Os estabelecimentos devem seguir todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo governo.

Na faixa de banho do trecho conhecido como “Praia dos Crush”, no Bairro Praia de Iracema, o cenário de aglomerações se repete. Dezenas de banhistas não respeitam o distanciamento físico nem o uso de máscara facial.

Na Praia dos Crush, os banhistas não respeitaram o distanciamento recomendado  — Foto: Thiago Gadelha/SVM

Na Praia dos Crush, os banhistas não respeitaram o distanciamento recomendado — Foto: Thiago Gadelha/SVM

Novidades do decreto estadual

O governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciaram as novas medidas para a retomada econômica do estado nesse sábado. Fortaleza, por exemplo, segue na Fase 4, mas cinemas e bares ainda não têm permissão de funcionamento.

Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19

O decreto também determina que atividades presenciais de escolas e universidades estão previstas para retornar somente em setembro. “A previsão para a retomada das aulas presenciais tanto privadas quanto públicas estão previstas apenas para o mês de setembro. Durante todo o mês de agosto faremos reuniões para definir protocolos, faseamento, monitoramento”, disse Camilo Santana.

 

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui