Projeto distribui brinquedos feitos a partir de lixo recolhido de praias de SP

0
27

Entre esta terça (28) e sexta-feira (31), a ONG Eco Local Brasil estará na Baixada Santista, em São Paulo, coletando lixo das praias da região, que serão transformados em brinquedos para crianças atendidas por projetos locais. Desta vez, cerca de 400 crianças cadastradas receberão os brinquedos em ações de educação ambiental.

Em entrevista ao G1, o coordenador do projeto Pé na Estrada, Filipe Oliveira, conta que as ações de coleta de resíduos são feitas desde Laguna (SC) até Saquarema (RJ), passando pelas praias da Baixada Santista. As ações são mensais e todo o lixo recolhido é levado de volta à sede, em Barra Velha (SC).

As ações de coleta de resíduos na faixa de areia acontecerão em Santos, Guarujá e Peruíbe. As crianças que receberão os brinquedos feitos com material reciclável estão cadastradas nos projetos Instituto Novos Sonhos, Projeto Ondas e ONG Vida e Surf.

Resíduos coletados nas praias são separados por categorias. Material plástico é triturado, granulado e transformado em brinquedos — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

Resíduos coletados nas praias são separados por categorias. Material plástico é triturado, granulado e transformado em brinquedos — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

“Começamos com a entrega de brinquedos por conta da pandemia, em ações de educação ambiental”, conta o coordenador. “Queremos despertar o interesse das crianças, para quem o lixo tem como ser reaproveitado”.

O coordenador explica que os resíduos coletados são levados à sede da organização não-governamental, onde são separados por categorias. Uma empresa parceira do projeto tritura o plástico separado dos outros materiais e forma um granulado, que recebe novos formatos, de brinquedos, que são montados e entregues às crianças cadastradas em projetos de surfe parceiros da ONG. Todo o processo é acompanhado por um engenheiro ambiental, que garante a procedência do material.

Todo o lixo é levado até a sede do projeto, em Barra Velha (SC) — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

Todo o lixo é levado até a sede do projeto, em Barra Velha (SC) — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

Todo o restante do material também é reaproveitado, com suas devidas funções. Até mesmo os rejeitos secos são compactados e transformados em mobília para as escolinhas de surfe parceiras do projeto. Em 2019, segundo o coordenador, 300 kg de resíduos foram retirados das praias da Baixada Santista.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, as ações de coleta de resíduos estão sendo organizadas com distanciamento social, sem aglomeração e respeitando decretos locais de segurança.

Ação de coleta de resíduos com participação de voluntários realizada em Guarujá antes da pandemia — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

Ação de coleta de resíduos com participação de voluntários realizada em Guarujá antes da pandemia — Foto: Divulgação/ONG Eco Local Brasil

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui