Surfistas ignoram coronavírus e se aglomeram em praia no litoral de SP

0
152

Em meio à pandemia do novo coronavírus, em que a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é evitar aglomerações, surfistas e banhistas aproveitaram o mar e as praias de São Vicente, no litoral de São Paulo, durante todo o sábado (25). O decreto municipal proíbe o acesso à faixa de areia e ao mar e libera apenas o surfe, em horários determinados, e o uso do calçadão. Porém, os moradores, além de utilizarem o mar, se reuniram em vários pontos da orla.

Em março, um decreto municipal proibiu o acesso de banhistas à faixa de areia e ao mar, com fiscalização sendo feita pela Guarda Municipal. No calçadão das praias, a prefeitura permitiu a prática de exercícios desde que a população mantenha a distância exigida e evite aglomerações.

Entretanto, na última quinta-feira (23), o prefeito Pedro Gouvêa publicou um novo decreto autorizando somente a prática esportiva de surfe durante o horário das 5h às 8h, desde que não haja aglomeração, mantenha-se o uso individual dos equipamentos e haja respeito às recomendações de higiene.

Neste sábado (25), imagens gravadas pela TV Tribuna mostraram muitas pessoas no mar, entre às 15h e às 16h. Banhistas e surfistas aproveitaram a água durante todo o dia, não obedecendo o horário permitido no decreto. Outras pessoas, que estavam na faixa de areia, foram abordadas pela fiscalização. Famílias também usaram a orla da praia para se reunirem, sem máscaras e próximas umas das outras.

Taxa de isolamento social cai e população vai às praias

Taxa de isolamento social cai e população vai às praias

“É fato que hoje algumas pessoas entraram na parte arenosa, que continua proibida. A Guarda Municipal está orientando para que as pessoas não fiquem na faixa de areia. Precisamos continuar em casa, no isolamento social. Aqueles que precisarem fazer alguma atividade usem o calçadão, com máscara, sem aglomeração, somente a calçada e a prática do surfe estão liberadas. Espero que todos colaborem e compreendam”, disse o secretário de Comércio, Indústrias e Negócios Portuários (Secinp), Paulo Roberto Duarte Bonavides, em relação às imagens.

No início do abril, São Vicente foi a cidade com mais de 200 mil habitantes que registrou o maior índice de isolamento social entre as 52 cidades monitoradas pelo Estado de São Paulo. Os dados apontavam que a cidade teve 68% de isolamento no dia 12 de abril.

Porém, o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostrou que o percentual de isolamento social em São Vicente diminuiu para 56% neste sábado (25). Até a noite deste sábado, São Vicente registrou 65 casos confirmados de coronavírus, 10 mortes, 170 casos suspeitos e 16 pacientes recuperados.

Prefeitura de São Vicente

Em nota, a Prefeitura de São Vicente informou por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), que desde o mês passado, os agentes vêm trabalhando em diversos pontos da cidade, inclusive, nas praias.

Segundo a administração municipal, a Guarda Municipal faz abordagens dando orientações sobre a restrição total à faixa de areia, de acordo com o art 1º inciso 3º do decreto 5195 A de 19/03/2020, que implanta medidas restritivas em decorrência da situação de emergência na Cidade. O documento municipal se baseia nas propostas definidas em reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) e que devem ser colocadas em prática pelas nove cidades da região.

A prefeitura diz que não faz a contagem do número de orientações e abordagens realizadas na faixa de areia. A administração fala que as ações são realizadas sempre visando a conscientizar o munícipe sobre a importância do isolamento social neste momento. E, em sua maioria, os munícipes têm atendido às orientações.

Grupo até jogava bola em praia de São Vicente, SP — Foto: Reprodução/TV Tribuna

Grupo até jogava bola em praia de São Vicente, SP — Foto: Reprodução/TV Tribuna

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui