Três surfistas têm pranchas apreendidas e são multados por estarem em praia fechada em Guarujá, SP

0
39

Três surfistas tiveram as pranchas apreendidas e foram multados em R$ 324,15 em Guarujá, no litoral de São Paulo, por descumprirem decreto municipal ao praticarem o esporte em praias da cidade, que estão com acesso proibido. A Baixada Santista adotou medidas mais restritivas até 4 de abril.

De acordo com a prefeitura, um surfista foi abordado na Praia do Tombo, e os outros dois na Praia de Pitangueiras, na manhã de segunda-feira (29), em uma ação de fiscalização na orla do município. A operação contou com a retaguarda do Corpo de Bombeiros e da Guarda Civil Municipal (GCM).

Conforme explica a administração, os surfistas abordados, após pagarem a multa, terão que entrar com processo na prefeitura para liberação das pranchas. Todos os surfistas autuados são da cidade.

Ação contou com retaguarda do Corpo de Bombeiros e da Guarda Civil Municipal — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Ação contou com retaguarda do Corpo de Bombeiros e da Guarda Civil Municipal — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

A fiscalização, que atua sobre as atividades comerciais, praias, marinas náuticas e feiras livres, é coordenada pela Secretaria de Finanças, por meio da Diretoria de Operações Especiais, com o envolvimento de fiscais municipais e apoio da GCM.

O trabalho da força-tarefa é orientar e alertar para a importância de se cumprir as normativas estabelecidas pelo decreto 14.214/2021, com o objetivo de evitar a propagação da Covid-19. Porém, na insistência de descumprir as regras, os infratores estão sujeitos a multas que variam de R$ 324,15 a R$ 9.727,00, dependendo do nível de gravidade da infração.

Aglomerações e festas clandestinas

A Diretoria de Força-Tarefa de Guarujá já atendeu 164 ocorrências de aglomerações na cidade, e foram lavrados 14 autos de infração, de quarta (24) até o último domingo (28), durante o período definido como ‘lockdown’ pelo município.

Segundo a prefeitura, com uma equipe de inteligência, e também com apoio da população, por meio de denúncias, a força-tarefa tem interceptado as convocações pelas redes sociais.

No último fim de semana, segundo informado ao G1, um hostel localizado na Vila Maia promoveu uma festa irregular com aproximadamente 40 pessoas. O local foi multado por descumprir o decreto e por ocasionar aglomeração. O valor total das multas foi de R$ 2.431,57.

Guarujá já atendeu 164 ocorrências de aglomerações e festas clandestinas desde quarta-feira (24) — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Guarujá já atendeu 164 ocorrências de aglomerações e festas clandestinas desde quarta-feira (24) — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

A equipe também atendeu a um chamado no bairro Jardim Virgínia, outra festa irregular. O proprietário foi multado por perturbação do sossego, aglomeração, e teve o som apreendido. Por ser reincidente, a multa chegou a R$ 64 mil. Além dessas ocorrências, foram paralisados dois pistões no bairro Morrinhos, um na Praça Mário Covas e outro na Avenida Quatro.

Denúncias relativas ao descumprimento dos decretos e normas estipuladas para o controle e combate à pandemia podem ser feitas pelo telefone 153. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui