Banhistas desrespeitam medidas da prefeitura e vão à praia neste sábado no Rio

0
176

A proibição de banhistas na areia das praias e banho de mar no final de semana não foi o suficiente para impedir que várias pessoas fossem à praia em vários bairros do Rio neste sábado (24).

Também foram registradas aglomerações em bares na Barra da Tijuca durante a tarde, como mostrou a reportagem do RJ2.

No início da tarde, por causa do tempo com sol e sem nuvens, era possível ver pequenos grupos aglomerados na altura do Posto 3 da Praia da Barra, mas também havia banhistas em Copacabana e em Ipanema.

Nesta sexta, a Prefeitura do Rio anunciou medidas de flexibilização, mas a praia só vou liberada para os dias úteis.

A mesma proibição é válida também para parques e cachoeiras. Neste domingo, a área de lazer do Aterro do Flamengo estará aberta. Outros pontos como a orla das praias seguem fechados para o lazer.

O novo decreto também fez alterações sobre academias, feiras e feirartes. Veja mais abaixo outros detalhes.

Aglomeração na madrugada

Durante a madrugada, também foi possível ver aglomerações em toda a cidade. Flagrantes feitos por moradores de Olaria, na Zona Norte, mostraram uma aglomeração de pessoas em uma rua do bairro.

Moradores contaram que já fizeram denúncias para a prefeitura, mas a situação sempre se repete. Um morador disse que não conseguiu estacionar o carro na porta de casa por causa da multidão. Um carro da Polícia Militar esteve no local, mas a aglomeração continuou.

Cariocas desrespeitam regras da prefeitura e se reúnem em Ipanema e em Olaria

Em Ipanema, na Zona Sul, na esquina das ruas Prudente de Morais com Paul Redfern, era possível ver pessoas bebendo aglomeradas. Uma viatura da PM estava próxima ao local.

A Polícia Militar afirma que segue atuando em apoio aos órgãos municipais na pandemia de Covid-19. E disse que, quando acionada, as equipes vão ao local verificar a denúncia.

A PM ressaltou ainda que tem feito um trabalho de conscientização.

O que muda?

  • Praias (e o banho de mar), parques e cachoeiras estão permitidos durante a semana;
  • Ambulantes e barraqueiros das areias também podem voltar a trabalhar nos dias úteis;
  • Feiras e Feirartes podem funcionar todos os dias, desde que seja respeitado o distanciamento social;
  • As academias podem fazer aulas coletivas com até 4 pessoas; .
  • Atividades não essenciais podem funcionar até 22h, com 40% da capacidade em locais fechados.

Continua proibido

  • Ficar em vias públicas das 23h às 5h;
  • Funcionamento de boates, salões de dança e casas de espetáculos;
  • Eventos em áreas públicas e particulares;
  • Rodas de samba;
  • Ficar na areia da praia ou em parques e cachoeiras no fim de semana e feriados;
  • Entrada de ônibus fretados na cidade.

Horários de abertura e fechamento

O novo decreto também liberou os setores de serviços não essenciais para abrir a qualquer hora e fechar às 22h, com 40% de capacidade em locais fechados e 60% em locais abertos, desde que seja respeitado o distanciamento social e sejam evitadas aglomerações.

Até então, tudo o que não era considerado serviço essencial tinha de seguir horários específicos.

Além de fechar às 22h, esses setores deverão observar:

  • Não permitir aglomerações nem formar filas de espera;
  • Lotação máxima de 40% em locais fechados e 60% em locais abertos;
  • O distanciamento mínimo de 1,5 metros entre os participantes.

Exemplos de atividades liberadas

  • Lojas e serviços em shoppings, centros comerciais e galerias;
  • Museus;
  • Bibliotecas;
  • Cinemas;
  • Teatros;
  • Casas de festas;
  • Salas de apresentação e concerto;
  • Salões de jogos;
  • Circos;
  • Recreação infantil;
  • Parques de diversões, temáticos e aquáticos;
  • Pistas de patinação;
  • Visitações turísticas;
  • O AquaRio e o Bioparque;
  • Drive-in;
  • Feiras e congressos;
  • Exposições. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui