O que explica o atual mar claro e morno nas praias do Litoral Norte

0
39
O que explica o atual mar claro e morno nas praias do Litoral Norte

Oceanólogo, planctólogo e meteorologista apontam os fatores que estão influenciando no atual cenário. Cléo Kuhn destaca que o mar deve permanecer assim por mais alguns dias

Ainda não é esmeralda, mas o mar do Litoral Norte já deixou de ser “chocolatão” há algumas semanas e deve permanecer assim por mais uma semana a 10 dias, destaca Cléo Kuhn, meteorologista do Grupo RBS. E há uma explicação científica para o atual cenário.

Segundo o oceanólogo Lauro Calliari, do Núcleo de Oceanografia Geológica da Universidade Federal do Rio Grande (Furg), que estuda o litoral gaúcho desde a década de 1980, uma das explicações para o mar claro é a diminuição do vento nordeste, conhecido por provocar a ressuspensão (quando substâncias sólidas voltam a ficar dispersas) dos sedimentos de fundo —areia e algas. Desta forma, chegam à praia ondulações de maior período, vindas de longe, que movimentam menos quantidade destes resíduos.

O planctólogo Ali Ger, do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), acrescenta outros fatores influenciando diretamente no cenário do litoral gaúcho: a corrente marítima quente do Brasil, redutora de plâncton, e a falta de chuva e de vento, que impactam na diminuição de sedimentos.

— A cor da água depende da transparência dela, que, na sua vez, depende da matéria em suspensão. Essa matéria suspendida pode ser viva (plâncton e microalgas) ou morta (sedimentos como areia e argila) — explana.

Ger ressalta que a corrente traz águas tropicais e quentes, pobres em nutrientes e responsáveis pela diminuição de plânctons. Por isso, há menos deles nessa época, o que explica a transparência. As faltas de vento e de chuva, completa o especialista, também reduzem a entrada e ressuspensão dos sedimentos, aumentando mais ainda a transparência.

Conforme a Somar Meteorologia, o motivo de a água estar mais morna nas praias gaúchas deve-se a um aumento da temperatura no oceano Atlântico, próximo ao Rio Grande do Sul, que está variando entre 25º e 26ºC, até 2ºC acima da média. Este aquecimento, esclarece a Somar, faz com que haja mais evaporação da água do mar na atmosfera.

Já na tarde desta terça-feira (26), a Somar alerta para possíveis temporais no Litoral Norte. A formação de uma nova frente fria deve favorecer mais chuva na tarde e noite desta quarta-feira (27).

A meteorologista Cátia Valente, da Somar, salienta que o Atlântico é um oceano que muda a temperatura rapidamente porque recebe correntes de Norte, mais quentes, e as de Sul, mais frias. Dependendo do predomínio da corrente, ele acaba mais aquecido ou frio.

— As correntes de Norte, neste momento, estão prevalecendo e aquecendo a água mais superficial (que chega na faixa de areia). Comparando com o Pacífico, que leva meses para resfriar ou aquecer, o Atlântico pode mudar a cada semana — esclarece a meteorologista.

Enquanto o tempo permanece estável, quem está no Litoral Norte tem aproveitado o mar mais claro das semanas mais recentes. É o caso da advogada Paula Brum, 34 anos, moradora de Tramandaí há oito anos. Ao lado do filho Henrique Rodrigues, um ano e oito meses, ela aproveitou a manhã de terça-feira para retocar o bronze e se divertir no mar, enquanto a praia ainda estava sem aglomeração, com poucos banhistas, por conta da covid-19.

— Há dias, o mar está mais claro e com pouco vento na beira da praia. Então, nos minutos de folga, venho com ele (o filho, Henrique) para curtirmos este clima bom, sem aglomerar — contou Paula, antes de mais um tibum junto com o pequeno.

Em Torres, o operador de máquinas Marcelo da Silveira Santos, 40 anos, se refrescou na praia da Guarita, ao lado da família. De férias até o próximo domingo, elogiou a temperatura da água.

— É a quarta vez que visitamos Torres, mas a primeira com o mar mais quente. Está ótimo!

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui