Viaje para Cumuruxatiba

0
99
Um dos destinos mais encantadores da Costa das Baleias, a vila de Cumuruxatiba se diferencia das cidades vizinhas como Prado, Caravelas e Alcobaça, pela rusticidade. Suas praias – boa parte emoldurada por falésias e coqueirais e entrecortadas por riozinhos – são praticamente desertas o ano todo, garantindo o sossego e a tranquilidade. O cenário só muda um pouco na faixa de areia que batiza o arraial, cercada por amendoeiras, parcéis perfeitos para um mergulho, algumas barracas e as ruínas de um antigo píer de madeira.

Mergulhar: Mergulho é atividade obrigatória<br>

Mergulhar: Mergulho é atividade obrigatória
Foto: Jota Freitas (Bahiatursa)

Passear de barco é um dos melhores programas da região

Caminhar na maré baixa é a melhor maneira de explorar Cumuru, como os íntimos chamam a vila. Mas para conhecer uma das mais praias mais bonitas da região, a Barra do Caí, a melhor pedida é encarar a estradinha de terra em cima de uma bike ou dentro de um carro. São 18 quilômetros de distância e dá para ir andando, mas corre-se o risco da água subir na hora de voltar para o centrinho…

Outros passeios exigem um barco. É o caso da visita a Corumbau, um dos vilarejos mais desertos do Sul da Bahia, com piscinas naturais e programa imperdível para quem está em Cumuru. Embarcações também são fundamentais para quem pretende mergulhar de garrafa no arquipélago de Abrolhos, considerado um dos melhores pontos do país para a prática do esporte, repleto de corais, esponjas, peixes coloridos e tartarugas.

Quem visitar a região entre julho e outubro ganha um up-grade: no período, as baleias-jubarte costumam dar o ar da graça na região e podem ser observadas bem de pertinho.

Apesar da paisagem rústica, Cumuruxatiba oferece bons restaurantes de frutos do mar e confortáveis pousadas – a maioria está na agradável praia do Rio do Peixe, a meia hora de caminhada do centro da vila.

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui