Impedidos de trabalhar, comerciantes das praias de Pernambuco realizam protesto

0
19

Os comerciantes aguardam, urgentemente, uma posição do Governo do Estado para a retomada das atividades nas praias

Na manhã desta terça-feira (4), comerciantes que vendem alimentos e bebidas na areia das praias de Pernambuco realizaram um protesto pelas ruas da Área Central do Recife. Os trabalhadores estão insatisfeitos pois seguem impedidos de trabalhar, mesmo após a liberação das praias para o banho de mar. A categoria pede uma posição do Governo do Estado para a retomada das atividades nas praias.

De acordo com a categoria, eles haviam sido informados de que poderiam voltar ao trabalho no dia 25 de julho, o que não aconteceu. “Estamos aqui pela 2º vez, há 20 dias atrás e eles prometeram que dia 25 de julho iriamos retomar e isso não se cumpriu. Então, viemos aqui com a união de todos os comerciantes do litoral pernambucano fazer, justamente, essa reivindicação pelo nosso direito de trabalhar. A gente só quer ter o direito de voltar às nossas atividades, alimentar as nossas famílias”, afirma o vice-presidente da Associação dos Comerciantes de Microempresários de Jaboatão dos Guararapes, Jota Neves.

Ao todo, 800 garçons, 155 barraqueiros e 150 ambulantes estão parados, sem poder trabalhar. “Tá difícil porque Porto de Galinhas, hoje, é um dos pontos estratégicos e cobiçados para ser visitado. Estamos com dificuldades em relação as nossas atividades”, considerou um dos representantes da comissão de barraqueiros, José Severino.

 

 

site do café

DEIXE UMA RESPOSTA

Avalie*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui